Seminário discute investimentos em energias renováveis entre AL e Canadá

10 Agosto de 2017 - 17:32

Seminário discute investimentos em energias renováveis entre AL e Canadá

Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima abriu o evento
Bruno Martins
Helder Lima iniciou o seminário (Foto: Sandro Lima)Helder Lima iniciou o seminário (Foto: Sandro Lima)

Na tarde desta quinta-feira (10), o Centro Cultural de Exposições Ruth Cardoso em Maceió recebeu no Auditório Virgínio Loureiro o seminário Perspectivas do Mercado de Energia Solar Brasil e Canadá. Para um público quase 300 pessoas, o titular da Sedetur (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Turismo), Helder Lima, abriu o evento e apresentou como andam os investimentos no setor em Alagoas, bem como o andamento da parceria entre o Estado e o Canadá, representado pelo embaixador Riccardo Savone e pelo vice-cônsul Patrick Courcelles.

Helder Lima destacou que o ponto forte do evento é a relação entre o Brasil e Canadá na área de energias renováveis com foco na energia solar (fotovoltaica). A produção do Canadá coloca o país como um eventual parceiro no desenvolvimento e utilização da tecnologia. “O Canadá hoje é um dos grandes produtores de placas fotovoltaicas e um dos grandes países dentro do G20 que mais tem energias renováveis nas suas matrizes. Vamos tentar focar no potencial que nós temos aqui em Alagoas para gerar energia a partir do sol já que temos grande incidência solar”, relatou.

O secretário afirmou que Alagoas já conta com uma fábrica de painéis fotovoltaicos, a Pure Energy. Em consonância a isso, projetos estão sendo desenvolvidos na área. “Já têm alguns projetos sendo encaminhados junto com o governo de Alagoas para a construção de usinas solares e a nossa intenção é fazer um link mais próximo com o Canadá, um país mais maduro no mercado do que nós, além de fazer uma boa relação comercial para atrais as indústrias canadenses aqui para Alagoas”, ressaltou Helder Lima.

O titular da Sedetur destacou que o uso desse tipo de energia ainda é pequeno no Estado. “O uso é incipiente, algumas residências e pequenos negócios, como pousadas utilizam. Nossa ideia é ampliar muito mais o mercado. Alagoas inclusive saiu na frente do resto do país porque foi um dos primeiros estados que isentou o ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços]. Quem produz energia em Alagoas com pequenos geradores não paga o ICMS. É um benefício que o governo dá para incrementar esse mercado”, pontuou Helder.

Em sua fala oficial, Helder Lima disse que Alagoas está trabalhando para ser referência na produção de energias renováveis e que o seminário é um primeiro passo de muitos. Ele afirmou que o investimento em Alagoas deve ser preferencialmente em energia solar. A possibilidade de energia eólica foi estudada, porém outros estados detêm ventos mais fortes que Alagoas, mas o investimento não traria a mesma geração de energia em outras partes do país.

“O foco das ações deve ser ligado a painéis fotovoltaicos. A incidência solar é acima da média nacional em Alagoas. Em Delmiro Gouveia existe grande potencial e terrenos para instalação de empresas”, falou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Energia solar no Canadá é responsável por 5 a 10% da energia produzida no país

O embaixador Riccardo Savone disse que o Canadá trabalha com esse tipo de energia há mais de 20 anos. A energia limpa, renovável, representa mais de 60% da matriz energética do país. Sendo de 5 a 10% do potencial da nação da América do Norte apenas de energia solar.

“Para nós é uma prioridade, questão de responsabilidade quanto à mudança climática. Nós precisamos trabalhar com parceiros, como aqui em Alagoas, para solucionar problemas usando energia limpa”, frisou o embaixador.

(Foto: Sandro Lima)

Helder Lima e Riccardo Savone discutiram investimentos em energia solar em Alagoas

Riccardo relatou ainda que a parceria com o Estado foi iniciado após um convite do governador Renan Filho e do secretário Helder Lima. “Fomos convidados para conhecer mais sobre as oportunidades de parceria. O secretário me apresentou umas opções para desenvolvimento e desde que cheguei entendo muito mais como trabalhar junto com o Estado. E tive a oportunidade de apresentar algumas soluções de empresas canadenses e, por isso, daqui a pouco vamos ver algumas ideias para começar a desenvolver”, afirmou Riccardo Savone à reportagem da Tribuna.

O evento foi promovido pela Sedetur em parceria com a empresa Nature Green. Além destas, o seminário teve o apoio do Governo Federal, Governo do Estado de Alagoas, do Banco do Nordeste e das empresas Pure Energy, Sun City - Condomínio Solar e Canadian Solar.